29 de abr de 2010

A agenda da minha madrugada.

pra que saber? (leiam e entendam)
os passos vão fortes e pisam o chão como se cantassem a trilha dedilhada no piano.
Quem passa vê um borrão laranja emanando do meu absinto, aquele que entorpece e penetra por todos os poros até ficar satisfeito com o trabalho bem feito.
Eu disse bem feito... e quando, o digo, quero dizer: é uma luta, um ritual.
Como qualquer ritual eu vou contar o passo a passo.



Por primeiro eu tiro os sapatos; sinto o chão áspero nos dedinhos dos pés: faço rodinhas com eles. Levo as mãos ao cabelo e desfaço o coque: liberto o meu eu, feminino. desço minhas mãos até a cintura e tiro o corpete: fecho os olhos e respiro bem, bem fundo e pau..sa..da..men..te. Como diz a cultura oriental: tudo é respiração. A minha blusa é transparente e minha pele é alérgica à sutiã. A parte de baixo? Ih, esqueci! Então eu começo a rodar feito uma louca, faço um furacão de mim mesma. Estilo Hilda. Com o vento, o meu perfume inegavelmente estarrecedor suga tudo pelo caminho (e libera tudo o que não combina com ele). Aparece de tudo um pouco: deuses, luzes, portas, olhos, sua boca, seu corpo (comigo, não mais seu), esmaltes, abraços, palavras, pessoas, melodias sem ritmo, bolos de maconha, ilusões... tudo é vida. tudo me vibra. E o que eu expulsei? Expulso o medo. Se a vida é isso mesmo em literatura, sempre foi, sempre será, tenho que aceitar e enfrentar o Mara ou o Buda. Não importa. Que venha o demônio: rabinho entre as pernas mas que eu não tenha medo de olhar nos olhos dele para que ele saiba que minha cabeça não é oca. Se eu tiver que desafiá-lo, que seja sem medo. Morro sem crescer, ou cresço e morro. Se Buda vier, melhor: levarei um dedo de prosa com ele.


Meu ritual não espera respostas, apenas vai andando.
Meu ritual é o amor rodeado pela superstição.
Como li ontem no texto de um amigo, Lucas, Santo Agostinho já dizia: "se não me perguntam o que é amor, eu sei. Se me perguntam, eu já não sei."

____________________________________________________________________

Amanhã começo a trabalhar no shopping. No momento ouço 'Lounge', Maria Gadú. Quero começar a fazer boxe. Amanhã almoçarei com as meninas da puc (tchuguis!) - amanhã participarei de um ensaio fotográfico. Ponto. =)

Nenhum comentário:

Postar um comentário