18 de ago de 2010

"The mademoiselles are muito bella to see"

17:00 18/09/10
Renata sai do banheiro do shopping tijuca, sedenta por água (louca para ver mais vitrines) e se dirige ao segundo andar.
Decide ir de elevador, ignorando a fala do passageiro de dentro: "Está subindo!"
Nunca irei me arrepender de ter subido para depois descer; pois eis que me entra um idoso, cadeirante, guiado por um jovem rapaz, todo vestido de branco, óculos Ray Ban preto (junto ou separado?) à la Edward Cullen e fala gozada. Mas muito, muiiito, figura. FigurAça, com A maiúsculo.
Creio que em toda a sua vida ele foi prolixo, porque ele simplesmente travou conversa com todos do elevador em menos de sete andares!

Conversa na íntegra:
Senhor Edward Cullen: ... porque english is very good! Muito importante nestes dias de hoje! (Sotaque fooorte de nordestino)
Senhor passageiro Nº 1 ao EC: Do you speak english?
EC: Yes, yes! I speak! And d-do you? Do you have been a United States?
Nº 1: No... I don't speak english.
EC: Ahhh... que pena!
(Renata passageira-observadora começa a rir. Renata é notada pelo senhorzinho EC)
EC: E esta mocinha? AHHHH! Você sabe muito bem! Você have been t-t-to United States?
Renata passageira-personagem: No, I haven't. And you? Have you been to USA?
EC: I have! I have been t-t-t-t-t-t-to there and to Paris too! I've studied there!
Renata passageira-abismada-entusiasmada: Très Chic!
EC: Porque the mademoiselles there are muito bella to see! São bonitas mesmo!
R: Yes indeed! Muito bonitas e as mais elegantes, como costumam dizer.
EC: Mas você sabe, eu já vivi muita coisa! Eu tenho 93 anos!
R: Graças a Deus! E o senhor está ótimo, cheio de vida. Vou descer aqui, tchau pro senhor!
EC: Tchau, minha filha! Fique com Deus, muita luz.
R: Pro senhor também.


E eu ainda reclamo da vida. Vergonha nesta cara, Renata Maria!
Vida que segue rumo aos meus humildes 19 anos e 5 meses. XD
êta nós!

2 comentários:

  1. Amiga, desde que o homem se tornou auto-consciente ele reclama da vida e às vezes tenho a impressão de que melhor a vida, maior o nível de "reclamação". Sad but true. u.u

    ResponderExcluir
  2. Como é bom encontrar essas pessoas né?! Uma vez encontrei uma senhora no metrô que eu não conhecia, mas a primeira pergunta foi: "Minha filha, esse fone de ouvido não te faz mal não?" e terminou com: "Manda uma abraço para sua mãe."... hahaha Não vou esquecer nunca. Deveriam existir mais pessoas dessas no mundo.

    Beijos Renatinha ;)

    ResponderExcluir