31 de jul de 2009

Uma reflexão sobre a minha vida.

Tem dias que infelizmente o mundo resolve ir contra a força da gravidade. Não adianta o quanto você fique calada, recolhida em um canto com os seus pensamentos para não interferir no resto do mundo: se você não vai de encontro à vida, ela vem de encontro a você. Parece um campo magnético - você está indo na corrente X e, vindo em sua direção, um problema surge na corrente Y, pronto para a colisão. Foi isso que aconteceu comigo hoje.
Não adianta espernear, dar porrada contra o ar, chorar, inventar soluções que não combinam com o meu jeito de ser. Os meus problemas são do tipo familiares. Especificando, possuo um desentendimento com os meus pais em relação a minha liberdade. Há dias em que, já cansada de estudar, ver livros e fórmulas, eu preciso respirar um ar, ver um rosto amigo a fim de me livrar um pouco da pressão de um ano de vestibular + faculdade. SÓ QUE, eles não entendem. Ou entendem e preferem persistir no erro. Será que eles não percebem que eu preciso desse tempo para poder continuar firme e forte nas minhas responsabilidades do dia seguinte? Senão eu vou entrar em depressão.
Sou do tipo que dispensa saídas, viagens e encontros por estar consciente de que não terminei tudo o que tinha que fazer. Eu mesma me imponho limites (e eles impõem ainda mais). Mas eu cansei. Vejo as minhas amigas com a mesma idade (18 e 19 anos) com pais mais compreensíveis e liberais. Eu quero um pouco mais de espaço... só que descubri que meus pais não vão mudar. Começo a suspeitar que terei de conquistar essa liberdade "a mais". Convencê-los da minha consciência a cerca das minhas metas.
A sorte deles é que sou uma filha que os ama acima de tudo, que entende as aflições de pais para filha, pacífica e nada rebelde. Só que preciso ativar um pouco mais a minha voz e as minhas vontades.
Precisava hablar =)

2 comentários:

  1. acredite rê, existem pais piores...
    e é nessa frase q eu me conforto...
    sei lá, eu sei "nao pode comparar so meus pais com os outros pais"
    mas nao sei pq essa frase sempre me conforta... e acredite eu tb passei por isso... e sai bem no final.. ai eles vieram pedir desculpas q foram mt rigorosos mas acredite.. vao fazer a mesma coisa [e já estão fazendo, só q mais light] mas o q me conforta é q... felizmente, semrpe termina tudo bem...
    sei lá, essa é uma questão de sentar e conversar... nesses tempos de irritação foi a única coisa q deu certo cmgo.. pq eles ouviam tudo q eu tinah a dizer e eu ouvia eles.. e tentava entender neh.. :D

    vai passar xuxu, confia em mim...
    qualquer coisa, estamos ai.. :D

    beijocas

    ResponderExcluir
  2. Ja falei sobre suas autoavaliações e autotudoquevcfaz..hahaha..
    é simples, limpo, claro, lindo, etc...
    Linda!

    ResponderExcluir