9 de ago de 2011

Talento se celebra

E é isso que eu vim fazer hoje aqui. Celebrar o trabalho talentosíssimo de Pedro Orofino. Eu o conheci no Colégio Pedro II, através da Mari e da Lelê (a Pseudo Jurista). Recentemente, em uma festa, trocamos contatos e posso dizer que estou conhecendo-o melhor somente agora. 

Pois bem. Outro dia ele me perguntou se eu gostava de acessórios e foi então que ele me passou seu site e descobri o trabalho dele (maravilindo, diga-se de passagem). O Pedro é designer, gente. E só pelas peças que ele faz já dá pra ver que ele tem tudo pra arrasar. EU SOU MUITO ANSIOSA E NÃO ME CONTENHO, então, primeiro, eu vou tirar a curiosidade de vocês e matar a minha ansiedade! (hahaha)

Mulheres, homens, família, Brasil, amantes das miçanças, contas e vidros, DELICIEM-SE!

Apresento-lhes a coleção "Orchid", por Pedro Orofino. (Cliquem nas imagens para ampliar!)





"Colar em correntes prateadas com verniz cataforético (não deixa escurecer). Contas de cristal, vidro e cristais swarovski. Mais uma parceria com a Luluka para confecção de peças em fimo."






"Colar em correntes prateadas com verniz cataforético(não deixa escurecer). Contas de acrílico e vidro." 



"Colar com correntes ouro velho e ouro claro. Contas e pérolas de acrílico, vidro e cristal."
 




Sério. A-DO-RO tudo MAXI. Esses colares tem luz própria, dão um efeito incrível no visual. Peguei algumas descrições do blog dele, e, para alegria nossa, eu não coloquei toda a coleção aqui! Tem mais gente!!! Acessa lá: http://pedroorofino.blogspot.com (as interessadas devem pedir maiores informações pelo e-mail orofino.pedro@gmail.com). 

No site dele, vocês vão entender um pouco mais o conceito da coleção, a inspiração, o trabalho dele na 29ª Casa de Criadores (verão que as peças dele desfilaram!). Segundo ele, suas maiores fontes de inspiração derivam do artista japonês Yoshitaka Amano, do incrível e venerado Tolkien, do designer Tom Binns e de Darel Valença Lins. Eu pedi pro Pedro me explicar como que ele começou nesse mundo do Design. Vamos lá?

"Caí no design (de modo geral) quando comecei a desenhar, por volta dos dez 10 anos. Fui aprimorando, aprimorando... um tempo depois fiquei anos sem tocar em um lápis. Comecei a fazer origami, o que começou a me lembrar formas e etc. Foi quando voltei a desenhar. Minha mãe sempre foi artesã, então às vezes a gente trabalhava junto. O que acontece é que eu nunca caí no design, sempre estive nele. Mas lutei um pouquinho pra aceitar isso. Sabe como é vida de artista/designer no brasil, né? Enfim... acabei me decidindo que não tinha jeito, pois era realmente a minha área, o que me deixa feliz. Eu fiz prova para a UERJ e passei para Belas Artes, mas acabei escolhendo a Estácio de Sá, não só por ter 100% de bolsa, mas também por ser a única faculdade no Rio de Janeiro com laboratório de jóias, o que era bem importante pra mim (sempre curti acessórios). Comecei a postar uns desenhos meus (livres mesmo) e uns de faculdade no meu perfil do behance (http://www.behance.net/orofino). Fui atraindo muita gente, o que foi me deixando bem feliz, é claro. Logo eu estava fazendo contatos com artistas do mundo todo (todo mesmo). Inclusive, tenho amigos que fiz lá que já duram cerca de dois anos. No meio disso tudo, uma antiga paixão veio igual a fênix e tomou conta de mim: moda. Comecei a ficar maluco atrás de todas as informações possíveis, comecei a ver que o que eu queria mesmo é estar nesse mundo. Foi com um amigo meu que tudo começou. Thiago Schynider me deu uma grande oportunidade, que foi fazer os brincos da coleção dele que desfilou esse ano em São Paulo pela Casa de Criadores. Com isso, tive certeza que moda é meu mundo. A loucura do backstage, a tensão das modelos, a atenção dos jornalistas... tudo isso me fascinou. Quando voltei pro Rio (chorando as cinco horas da viagem), estava resolvido a entrar definitivamente nesse universo. Foi quando resolvi lançar minha coleção e criar um blog pra divulgar meu trabalho. No momento tento fazer uns contatos para editoriais e vendas e espero, daqui a um tempo, ser alguém que possa citar o nome de Tom Binns sem se sentir envergonhado! auhauhauhauha."

Algumas peças já foram vendidas, mas outras estão esperando o seu infinito amor!! Pedro, desejo a você tudo de mais iluminado em seu caminho, pois o que vimos de você não é em todo lugar que se encontra. PARABÉNS PELA COLEÇÃO E SUCESSO, MUITO, MUITO, MUITO SUCESSO! =D

Próximo posto um guia básico pra gente se jogar nos maxi acessórios com muita vontade de ser feliz! ;)

Nenhum comentário:

Postar um comentário