18 de jul de 2010

La ciudad

Hoje não é pra ter medo de ser feliz não. Se as pessoas saem pelas ruas do Rio de Janeiro do jeito que ele é, porque devemos temer? Foda-se cara. O cara tá lá de braços abertos de sacanagem? Seja o que ele quiser! (Abençoa e vai!)
Então tá, né? Fui.
Fui e comigo veio uma declaração de amor. PUTA VÉI, (como diz minha prima), sou baiana mas, porra, do Nordeste só veio a certidão de nascimento. Até carrego o meu momento de rodar a baiana, mas... o que seria da pessoa que vos escreve sem o seu Rio de Janeiro. Caralho: nada. Eu já sabia disso há muito tempo, mas ontem ficou transparente. E como sempre minhas constatações vivísticas acontecem no coração do MEU Rio de Janeiro: na Lapa. E o que a Lapa tem a ver com o Rio? Tudo! E porque a Lapa é pra mim o coração do Rio? Porque é. Assim acho eu, mas com certeza outros nunca acharão isso.
Vou traçar um paralelo que vai chegar num ponto final.
Introduction e meio e fim: O que é o Rio pra você? Apenas um ponto diverso misturado aos outros pontos diversos de um Brasil tão variadamente diverso. Certo? Bem, ao menos para mim, sim. Pois então. Não consigo pensar em um lugar que resume todas as originalidades de tantas pessoas ao mesmo tempo. Justamente por não regar apenas uma raiz, mas sim várias. E isso é lindo, cara! é mágico, é inspirador. O L de Lapa para mim significa legalização; legalização de todas as cores, todas as cabeças, legalização de um todo completamente cheio de divergência. E para enxergar o outro, você tem que amar a diferença dele. Não é isso que você faz com os amigos? Aceita as semelhanças e junto delas vão as diferenças. Estão aí os dos A's de Lapa. Mas eu nao colocaria Amor e Amizade. Mas sim, Amor e Amor. Felizes são aqueles que amam, sem precedentes e explicações.
E se aPaixonam. (#pontofinal#)
Simples não é, mas quem disse que não existe beleza na complexidade?
A propósito, complexo é saber mijar se equilibrando num salto alto 9 cm sem encostar na tampa do vaso! Assim tenho dito. E olha que eu estava de legging, imagina a coitada que tem que segurar a calça, se equilibrar e ainda pegar o papel? Ai, ai... MULHERES!

Nenhum comentário:

Postar um comentário